Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Praticante de trekking caminhando em Sierra Cebollera num dia ensolarado em La Rioja

Cinco ideias para uma viagem a La Rioja que vai muito além do vinho

La Rioja

La Rioja é sinônimo de bom vinho Por isso, você vai adorar experimentar seus famosíssimos vinhos ou fazer um roteiro por suas vinícolas. Além disso, esta região da Espanha também é conhecida por suas paisagens, por seus monumentos relacionados com a origem da língua espanhola, por ser uma “terra de dinossauros”, por suas ruas para degustar tapas, por seus centros termais e por sua infinidade de povoados com muito charme. Tanto se a sua viagem for sozinho como em família, em La Rioja você vai encontrar seu plano ideal. Além disso, ao ser uma região de pequena extensão, é muito fácil percorrê-la inteira.

  • Vista do mosteiro de Yuso, em San Millán de la Cogolla (La Rioja)

    Procurar a origem de uma língua: Mosteiros de Suso e Yuso

    A primeira parada que você pode fazer é no povoado de San Millán de la Cogolla, debaixo dos cumes do monte de San Lorenzo, o mais alto de La Rioja (2.262 metros). Aqui ficam os mosteiros de Yuso e de Suso, que foram declarados Patrimônio da Humanidade.San Millán foi um eremita que se instalou onde fica agora o mosteiro de Suso. Lá ainda é conservado o altar onde ele rezava a missa -um dos mais antigos da Espanha- e é o lugar onde foram escritos os primeiros textos em espanhol. De lá saíram importantes manuscritos da Idade Média. Situado no meio da natureza, para chegar até lá existe um serviço turístico de ônibus que é preciso reservar previamente no telefone +34941373082 ou no escritório situado no andar térreo do mosteiro de Yuso.O mosteiro de Yuso -o “de baixo” - é maior e foi construído para ampliar o de Suso no século XI. Sua impressionante biblioteca guarda grande parte da história do idioma espanhol e conta com mais de 10.000 volumes e exemplares muito valiosos.

  • Detalhe dos sítios arqueológicos de ichnitas em Munilla, La Rioja

    Seguir as pegadas dos dinossauros

    Há mais de 120 milhões de anos, os dinossauros habitavam o que agora é La Rioja. De fato, esta zona da Espanha é um dos lugares com mais ichnitas (pegadas fossilizadas) de dinossauro do mundo. Existem cerca de 140 sítios arqueológicos distribuídos em 20 municípios. Uma opção divertida, especialmente se você viaja em família, é fazer a “Rota dos Dinossauros” que passa por diferentes sítios arqueológicos onde vocês poderão descobrir milhares de pegadas. Vocês verão também reproduções em tamanho real destes répteis, ou curiosidades como um rastro de Iguanodonte de 27 metros de comprimento, o rastro herbívoro mais longo de La Rioja.Dois lugares que vocês não podem perder são, por um lado, o Barranco Perdido, um parque de paleoaventura em Enciso que conta com o Museu Cretácico, uma praia cretácica, um circuito paleontológico e um circuito multiaventura. E por outro, o centro de interpretação paleontológica de La Rioja, em Igea. Vocês poderão brincar de exploradores e aprenderão muito juntos.

  • Pessoas comendo tapas na rua Laurel, em Logroño, La Rioja

    Visitar Logroño e degustar tapas na rua Laurel

    Logroño é a capital de La Rioja, e vale a pena dedicar pelo menos um dia e uma noite para conhecer esta cidade atravessada pelo rio Ebro. Passeie pelo Paseo del Espolón, contemple suas igrejas e suas casas medievais e renascentistas, visite a Concatedral de Santa María de la Redonda ou a porta e arco do Revellín na muralha...À tarde, você pode relaxar no Parque do Ebro e, ao cair o sol, dirigir-se à bonita Puente de Piedra. À noite é a hora de ir à zona mais agitada de toda a cidade: a rua Laurel, uma das mais famosas da Espanha para comer tapas.Cada bar desta rua tem uma especialidade gastronômica com um vinho Rioja para acompanhar. Por exemplo, o “champi” do bar Soriano, as batatas bravas do Jubera e os cogumelos do Cid. Também estão na moda para tomar algo outras ruas próximas, como Albornoz e San Agustín.Para chegar, Logroño conta com um pequeno aeroporto a 14 quilômetros do centro, e se conecta por trem e ônibus com diferentes regiões da Espanha.

  • Vista de choça em vinhedo com a via láctea e o céu estrelado em La Rioja

    Observar as estrelas em um Destino Turístico Starlight

    Desde 2012, a Reserva da Biosfera Vales do Leza, Jubera, Cidacos e Alhama foi reconhecida como Destino Turístico Starlight. E o que isso significa? Que é uma das melhores zonas da Espanha para observar as estrelas, graças ao seu afastamento dos grandes núcleos de população, ao relevo e ao clima. Além disso, o que também faz com que seja especial é o fato de contar com vários lugares incríveis para contemplar o firmamento. Por exemplo, no sítio arqueológico de Contrebia Leucade, em Aguilar del Río Alhama, para conhecer os mitos da cultura celtibérica sob a luz das estrelas. No dólmen do Collado del Mayo, em Trevijano, nas dolinas de Zenzano ou no castelo dos Luna de Cornago. Você vai apreciar a noite e o silêncio dos vilarejos abandonados.Nesta região também é organizado o programa “Noites estreladas”, normalmente nos meses de verão, com observações guiadas. Informe-se no seguinte site: reservadelabiosfera.com

  • Praticante de trekking na Sierra Cebollera, La Rioja

    Curtir o turismo rural em seus espaços naturais

    Além da Reserva da Biosfera já mencionada, La Rioja conta com diferentes espaços naturais. Por exemplo, as Lagunas de Urbión, lagoas de origem glaciar, ou a Reserva Natural de Los Sotos de Alfaro, com centenas de exemplares de cegonha, principalmente a partir do início da primavera. Ou também o Parque Natural de Sierra Cebollera com o peculiar parque de esculturas ao ar livre e vários cumes que superam 2.000 metros de altitude.E que tal conhecer povoados bonitos como Ezcaray ou Cornago? Vale a pena reservar uma acomodação rural em qualquer uma destas áreas. Existem de muitos tipos. Por exemplo, antigas vinícolas reabilitadas como casas rurais, bonitos palacetes, edifícios com séculos de história que agora contam com todo o conforto...

  • Turistas nas termas romanas de Arnedillo, La Rioja

    Desconectar-se em suas águas termais

    Depois de tantos planos, o corpo também merece um descanso. E nada melhor que fazer isso em um dos dois grandes centros termais de La Rioja.Por um lado está o de Arnedillo, cuja origem é da época romana. De fato, conta com uma terma romana, mas também com uma piscina de ondas e um parque termal externo que aproveita as águas hipertermais de caráter minero-medicinal. Além disso, você pode se aplicar lama termal, um tratamento que deu fama a este centro termal, já que é o único na Espanha que ainda realiza o processo de maturação das lamas de forma natural. Por outro lado está o de Grávalos, com espetaculares vistas do vale e construído sobre um manancial de águas minero-medicinais que também eram utilizadas pelos romanos. De fato, conta com um circuito romano-irlandês. E para honrar os famosos vinhos de La Rioja, você pode provar a experiência hidroenológica: uma massagem tonificante, acompanhada de lama em vinho com efeito antioxidante, com degustação de um vinho da região.

Descubra mais sobre...