Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Museu Guggenheim, em Bilbau

Bilbao em dois dias

Bizkaia

Bilbao em dois dias


Se você quer fazer uma escapada de dois dias e conhecer uma das cidades mais vanguardistas da Espanha, Bilbau é o seu destino. Mesmo tendo apenas 48 horas, é garantido que você terá tempo de ver desde os edifícios mais inovadores de diferentes arquitetos internacionais, como o Guggenheim, até os monumentos do centro histórico. Além disso, você vai poder provar uma das gastronomias mais deliciosas do país. Você já ouviu falar dos pintxos?

Primeiro dia

Seu primeiro dia pode ser dedicado a conhecer Bilbau de duas perspectivas: a cidade vista de cima e a Bilbau mais moderna, com ícones como o Museu Guggenheim e o Palácio Euskalduna. Um dia completíssimo espera por você.

Deslocamento: A pé / Duração: 1 dia

Plaza Nueva, em Bilbau

Manhã “olhando de cima”

Um dos melhores lugares para começar o dia em Bilbau? Sem dúvida, tomando no café da manhã no mítico Café Iruña, junto aos jardins de Albia. Aberto desde 1903, é uma verdadeira referência para bilbaínos e visitantes. A menos de 10 minutos, atravessando a ria de Bilbau, você chegará à elegante prefeitura, bem na beira, e provavelmente será o momento de tirar a primeira foto da viagem. Depois, um pequeno passeio o levará até o funicular de Artxanda, que une a zona do Campo Volantín com o monte Artxanda. É recomendável pegá-lo para obter uma vista fantástica de Bilbau.Uma vez abaixo, você verá um dos primeiros exemplos de arquitetura moderna que vai encontrar: a Ponte Zubizuri (do arquiteto Santiago Calatrava) para contemplar ao fundo as torres do arquiteto japonês Isozaki Atea.Um tranquilo passeio seguindo a ria levará você até o que será certamente o ponto alto de sua viagem: o Museu Guggenheim Bilbao.

Prefeitura de Bilbao

Museu Guggenheim e a hora do almoço

Às portas do museu, a primeira coisa que chama a atenção é a escultura de uma aranha com nove metros de altura chamada Maman, de Bourgeois. Ainda mais surpreendente é o próprio museu -feito à base de 33.000 chapas de titânio curvilíneas ideadas por Frank Gehry com a ajuda de um avançado software da indústria aeroespacial- que se tornou o símbolo da cidade. Outra surpresa também no exterior do edifício é Puppy, um enorme cachorro criado por Jeff Koons feito à base de aço e flores.Dependendo do tempo que você disponha, nunca é demais entrar no museu para ver suas exposições permanentes e temporárias dedicadas à arte contemporânea, e inclusive almoçar lá.

Interior e exterior do museu Guggenheim

Tarde no Palácio Euskalduna e Azkuna Zentroa

Depois de almoçar, se você atravessar uma das últimas pontes construídas em Bilbau, a de Pedro Arrupe, poderá dar uma olhada na Universidade de Deusto. Voltando a atravessar, mas desta vez pela ponte de Deusto e caminhando pela avenida Abandoibarra, você chegará a outro símbolo importante da arquitetura contemporânea: o Palácio Euskalduna, que recebe diversos tipos de espetáculos e exposições.Depois do almoço, e para continuar a tarde caminhando tranquilamente, o melhor é se adentrar na zona do Ensanche, por ruas como Sabino Arana, Rodríguez Arias ou Alameda Urquijo. Assim você chegará até o majestoso edifício da Alhóndiga (Azkuna Zentroa). Este antigo armazém de vinhos foi recuperado por Philippe Starck e hoje em dia é um polifacético centro cultural que conta com sala de exposições, cinemas, um design corner e um restaurante onde você pode jantar e, se for verão, tomar algo no terraço em um ambiente chill out. Vai dizer que não foi um dia muito completo?

Palácio Euskalduna, em Bilbau
Visitas imprescindíveis

O que ver


Segundo dia

Hoje é dia de combinar a zona do Ensanche com o lado mais tradicional de Bilbau, concentrado no centro histórico. E de descobrir as famosas “7 calles” (7 ruas) para provar os pintxos mais deliciosos. Você está preparado?

Deslocamento: A pé / Duração: 1 dia

Mercado de la Ribera, em Bilbau

Manhã na Basílica de Begoña

Se você se levantar com bastante tempo, comece o dia em um lugar um pouco mais afastado e que domina a cidade de cima, mas que vale uma visita: a Basílica de Begoña, um dos símbolos de Bilbau e um santuário onde é venerada a Virgen de la Begoña, muito associada ao mar. Você sabia que desde o séc. XVI muitos barcos bilbaínos receberam o nome de “Begoña”, ou que as pessoas que vivem em torno do mar cumprimentam o santuário ao vê-lo quando estão subindo a ria?Para chegar de lá até o centro histórico, você pode ir caminhando e descer pelas escadarias de Mallona até a praça de Unamuno. Se for domingo, você pode ir antes ao parque de El Arenal, onde é montado um bonito mercado de flores e as cores e cheiros invadem tudo. Além disso, a própria praça de Unamuno é um bom lugar para tomar um café e curtir o clima.

‘Pintxos’ em Bilbao

O caráter mais tradicional de Bilbau

Agora, o melhor é “se perder” pelas ruelas de pedra do centro histórico da cidade, e mais concretamente pela zona conhecida como “las 7 calles”: as sete vias paralelas que começam em Somera. Ao longo delas e de seus arredores, você pode visitar por exemplo o mercado de La Ribera, um dos maiores mercados cobertos de toda a Europa. Trata-se de um lugar muito especial, porque além de postos tradicionais de produtos frescos, há bares-restaurantes com uma seleção caprichada de pintxos (se você ainda não tinha provado estas deliciosas obras culinárias em miniatura típicas do País Basco... este é o momento!) Mais lugares interessantes que você verá nesta área. A igreja de San Antón, a catedral de Santiago e o edifício da Bolsa. Aliás, junto a este edifício você verá uma estrela no chão: ela marca o único lugar das 7 ruas de onde é possível ver a basílica de Begoña.Se até agora você ainda não almoçou em algum local da zona, vá andando até a Plaza Nueva (praça nova). Se for domingo, você terá a sorte de ver seu mercado semanal, com pais e filhos procurando e trocando vários tipos de objetos e antiguidades. Além disso, há muitos locais com uma grande oferta de pintxos em seus balcões. E será melhor ainda se você acompanhá-los com o vinho da terra, o txacoli.

Ria de Bilbau

Tarde de despedida

Já lhe restam poucas horas na cidade, mas mesmo assim tente aproveitar o tempo. A menos de cinco minutos da Plaza Nueva, você pode ir caminhando tranquilamente até o teatro Arriaga, um belíssimo edifício inspirado na Ópera de Paris. Se você reservou ingresso para alguma obra, é uma boa maneira de se despedir do seu dia.Se não, pode dedicar a tarde a passear novamente pela zona do Ensanche cruzando para a praça Circular. De lá, seguindo a Gran Vía de Don Diego López de Haro você verá várias lojas para fazer compras, o palácio da Diputación Foral e as originais entradas do metrô, chamadas carinhosamente de “fosteritos”, já que foram projetadas por Norman Foster. Não muito longe, seguindo pela rua Elcano, a tarde também pode acabar visitando a completíssima coleção do Museu de Belas Artes de Bilbau ou descansando junto a um lago no parque de Doña Casilda Iturrizar.

Teatro Arriaga, em Bilbau
Visitas imprescindíveis

O que ver


Conselhos e recomendações

Esta foi uma proposta para passar 48 horas muito intensas em Bilbau. No entanto, caso você tenha mais dias de férias, veja aqui outros três planos muito recomendáveis. O primeiro é navegar pelas águas do Nervión (existe até uma experiência de Nautic Gourmet)?O segundo é visitar Portugalete (a menos de 10 quilômetros) e sua Ponte Suspensa de Bizkaia, declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO e obra de um discípulo do criador da Torre Eiffel. E por último, a terceira excursão sugerida, especialmente no verão, é dar um mergulho nas praias de Getxo, a cerca de 20 minutos de Bilbau.

Descubra mais sobre...
O que fazer

Planos para inspirar-se