Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Bosque de abeto espanhol no Parque Nacional Sierra de las Nieves, Málaga

Parque Nacional Sierra de las Nieves

parque-nacional-sierra-nieves

Povoados brancos e natureza de contrastes na província de Málaga


No interior da região de Málaga (Andaluzia) e muito perto da famosa Costa do Sol e de cidades como Málaga e Ronda está situado este Parque Nacional que tem paisagens impressionantes, como o abismo mais profundo da Andaluzia, um complexo labirinto de cavernas e galerias, e picos que alcançam praticamente 2.000 metros de altura, como La Torrecilla. Reconhecido como Reserva da Biosfera desde 1995, nele vivem cerca de 1.500 tipos de plantas e o maior bosque de abeto espanhol da Península Ibérica.Além de descobrir a fauna e a flora do parque, você poderá percorrer os 14 povoados brancos da região e fazer atividades como canyoning, roteiros etnográficos, canoagem, passeios a cavalo, trekking ou agroturismo.

Parque Nacional Sierra de las Nieves


Está situado na província de Málaga (Andaluzia), no sul da Espanha.

Málaga  (Andaluzia)

Espécie de área:Parque Nacional Superfície:22.979 hectares Web:https://sierradelasnieves.visitacostadelsol.com/

Málaga (Andaluzia):

Benahavís. Burgo, El. Istán. Monda. Parauta. Ronda. Tolox. Alozaina. Casarabonela. Guaro. Igualeja. Ojén. Yunquera.

Galeria

Em imagens


Informações importantes

O que é preciso saber


  • O que você vai encontrar

    Visitar o Parque Nacional Sierra de las Nieves significa descobrir uma zona montanhosa com paisagens realmente bonitas e cheias de elevações, taludes de corte, sumidouros, cavernas, abismos... Mais concretamente, seu complexo labirinto de cavernas é formado por Sima Honda, Cueva de la Tinaja, Sima del Aire e Sima Prestá. Estas cavidades são conectadas entre si e atraem espeleólogos do mundo inteiro.De fato, esta zona também é famosa por seus aquíferos e mananciais -Tolox conta com um centro termal de águas mineromedicinais - e por esconder o maior afloramento mundial de peridotitos, um tipo de rocha de origem magmática de cores chamativas que é um dos mais escassos da crosta terrestre.Quanto à flora, o grande protagonista é o Abies pinsapo, um abeto mediterrâneo que é uma verdadeira relíquia botânica que só cresce nas regiões serranas de Cádis e Málaga e cujo melhor exemplo é o monumento natural de Las Escaleretas, em Parauta. No entanto, você também poderá contemplar azinhais, sobrais, cursos de água, bosques de ribeira...O emblema de sua fauna é, sem dúvida, a cabra-montês. Além disso, os amantes da observação de aves vão encontrar neste parque um autêntico paraíso, já que é o habitat de cerca de 150 espécies, com destaque para as aves de rapina como a águia-real, o falcão-peregrino e a coruja bufo-real. Também há espécies próprias dos arredores como o peixe-frade, o caranguejo de rio autóctone e vários grupos de morcegos. 

  • Itinerários pelo Parque

    Um dos roteiros de trekking mais conhecidos que passam por esta área é a Gran Senda de Málaga – GR 249, que atravessa toda a região ao longo de 650 quilômetros e 35 etapas.E dentro do próprio parque você vai encontrar diferentes trilhas como a do Charco de la Virgen (em Tolox, de cinco quilômetros), a de Quejigales – Torrecilla (sete quilômetros), Puerto Saucillo-Puerto Bellina (4,2 quilômetros) e Burgo-La Fuensanta (5,1 quilômetros).Em Tolox você também pode percorrer o impressionante roteiro de Las Cascadas (10,1 quilômetros) para contemplar belíssimas quedas d’água como a do Barranco de la Rejía, com 51 metros de queda vertical.

  • Não vá embora da região sem...

    Em uma viagem para Sierra de las Nieves não pode faltar um percurso pelos preciosos povoados de paredes caiadas, deixando-se levar pela beleza de suas ruas labirínticas e íngremes e pelas cores das buganvílias e das roseiras. Você vai passar por lugares muito famosos, como Ronda: visitada e louvada por figuras do calibre de Ernest Hemingway e Orson Welles, e com o Puente Nuevo (ponte nova), protagonista de todas as fotografias.Estes povoados brancos ficam no meio de montanhas, e por eles passaram diferentes civilizações (deixando igrejas, castelos, quintas, necrópoles, restos de uma via romana como a de Monda...). Os antigos costumes inspiram também sua gastronomia, como você poderá comprovar visitando os museus dedicados ao vinho e ao azeite de oliva de Ojén, ou saboreando uma deliciosa caldeirada de cabrito, um dos pratos serranos mais típicos. Entre suas festas, o destaque é o carnaval da farinha de Alozaina e a festa dos pós de Tolox. Também é muito especial o Festival da Luna Mora de Guaro.Não vá embora sem conhecer lugares idílicos como os numerosos mirantes, o espetacular entorno do rio Verde ou as paisagens naturais de El Juanar, La Fuensanta e Los Sauces. Se for outono, vá até o Bosque de Cobre, em Yunquera. Também no parque ou nos seus arredores é muito recomendável fazer alguma das atividades organizadas pelas diferentes empresas. Você pode fazer um tour de 4x4 em um jipe ecológico (alguns incluem explicações sobre flora e fauna, visita a um povoado branco, banho de rio e almoço em um restaurante típico), passeios guiados de bicicleta, roteiros a cavalo, canyoning, espeleologia, trekking, escalada...