Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Aqueduto de Segóvia

Aqueduto de Segóvia

Segovia

Deve ter sido um dos mais importantes do mundo romano.

Foi construído provavelmente na época dos Flávios, entre a segunda metade do século I e o início do século II, sendo imperadores Vespasiano e Trajano, com o objetivo de transportar a água do rio Acebeda até a cidade. Esta impressionante obra de engenharia, em excelente estado de conservação, começa perto do Palácio de la Granja com arcos simples que conduzem a água até a cisterna conhecida como o Caserón. Posteriormente, um canal de pedras talhadas a transporta até uma segunda torre e, ao chegar à praça de Díaz Sanz, começam a se formar duas monumentais filas de arcos sobrepostos. Seus 20.400 blocos de pedra não estão unidos por nenhum tipo de argamassa ou cimento, e se mantêm em um perfeito e sólido equilíbrio de forças. A altura máxima da construção é atingida na praça do Azoguejo, com 28,10 m de altura e um total de 167 arcos.

Na Real Casa da Moeda de Segóvia existe um Centro de Interpretação do Aqueduto, um moderno espaço interativo e multimídia que, com a água como fio condutor, guia o visitante ao longo dos mais de 15 quilômetros de comprimento do aqueduto romano mais bem conservado do mundo, percorrendo os mais de 2.000 anos de história deste monumento, que foi tombado como Patrimônio Mundial da UNESCO em 1985.

Aqueduto de Segóvia


Plaza del Azoguejo, s/n.

40001  Segovia, Segóvia  (Castela e Leão)

O que fazer

Visitas próximas