Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Mosteiro de Guadalupe (Cáceres, Badajoz)

Guadalupe

Cáceres

Situada na comarca de Las Villuercas, em Cáceres, Guadalupe é um histórico povoado de ruas empedradas e casas de arquitetura tradicional que abriga monumentos de grande valor, entre os que sobressai o Real Mosteiro de Nuestra Señora de Guadalupe, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Guadalupe nos permitirá visitar outras localidades serranas pertencentes a Las Villuercas, como Cañamero, Logrosán ou Berzocana. Outra das atrações da região será descobrir a simples, mas suculenta culinária estremenha, caracterizada pela excelente qualidade de suas matérias-primas.

Assentada aos pés da serra de Altamira, La Puebla de Guadalupe é um lugar ilustre por sua história e pelo destacado patrimônio monumental que conserva.Esta típica vila serrana, declarada Conjunto Histórico-Artístico, cresceu ao abrigo do Real Mosteiro de Nuestra Señora de Guadalupe.Declarado Patrimônio da Humanidade em 1993, o Mosteiro foi mandado construir no século XIV pelo rei Alfonso XI de Castilla, em agradecimento à Virgem após sua vitória na batalha do Salado, no ano 1340.Desde a sua fundação, converteu-se em um dos principais centros de peregrinação da península. Foi também o cenário de acontecimentos importantes, entre eles a audiência que concedida pelos Reis Católicos a Cristóvão Colombo para conceder-lhe duas caravelas que lhe permitiriam empreender viagem para América.Após admirar sua soberba fachada, nas que ressaltam suas portas de bronze, tem-se acesso ao interior do edifício. Nele sobressaem seus dois claustros, um deles gótico e outro de estilo mudéjar, no qual se ergue um oratório de transição do gótico ao mudéjar.A sacristia do mosteiro é de visita obrigada, já que contém onze telas de Francisco de Zurbarán. Igualmente, será preciso visitar o camarim da Virgem, com algumas obras de Lucas Jordán, onde se guarda a imagem de Nuestra Señora de Guadalupe, padroeira da Extremadura.Na cêntrica Praça de Santa María, a fonte dos Tres Caños recorda um dos marcos históricos de La Puebla, já que nela foram batizados os primeiros índios trazidos por Colombo após sua segunda viagem à América.Diante do Mosteiro ergue-se o antigo hospital de San Juan Bautista (séculos XIV e XV), atual Parador de Turismo. Ao longo de sua existência, o edifício deu refúgio a muitos peregrinos que iam à Guadalupe. Também foi uma importante Escola de Medicina, onde se formaram doutores que serviram na corte real.Anexo a esta construção encontra-se outro edifício que lembra o esplendor cultural que viveu este povoado no passado: o Colégio de Infantes, onde os alunos aprendiam canto, gramática e teologia e que atualmente faz parte do Parador de Turismo de Guadalupe.A calle Mayor, que liga as partes alta e baixa da cidade, converte-se no eixo principal de uma rede de ruas empedradas e casas de arquitetura tradicional com varandas de madeira, pórticos e alpendres. Outro monumento destacado é a Ermida do Humilladero (século XV), a uns quatro quilômetros do centro do povoado.

Culinária, festas e arredores

Guadalupe é uma boa vitrine da cozinha da terra. Pratos caracterizados por sua simplicidade e a excelente qualidade de seus ingredientes: embutidos ibéricos, ajoblanco, (com linguiça, toucinho e pão), ou frango “a lo padre Pedro”. Os vinhos com Denominação de Origem Ribera del Guadiana são o melhor acompanhamento para estas receitas.Uma das festas mais importantes de La Puebla é aquela que se realiza em homenagem à Virgem de Guadalupe, que ocorre a cada 8 de setembro. Entre as tradições mais enraizadas no povoado se destaca o artesanato do cobre, uma técnica ancestral cuja origem está relacionada com o trabalho dos monges jerônimos do Mosteiro na Idade Média. Esta arte tem sido transmitida de geração em geração, com a que hoje se elaboram à mão desde vasos até peças decorativas ou bijuteria que podem ser compradas em muitas das lojas tradicionais do centro do município. Guadalupe é a desculpa perfeita para visitar Las Villuercas, maciço montanhoso situado a leste da Extremadura. O passeio pelas belas paisagens serranas levará a lugares como Bohonal de Ibor, Cañamero, Logrosán ou Berzocana.Outra opção é ir até a comarca de La Vera, com uma paisagem exuberante marcada pela ribeira do Tiétar, ao longo da qual encontramos lugares como Hervás, o Mosteiro de Yuste ou Jarandilla de La Vera, cujo castelo-palácio é hoje Parador de Turismo.Entre Navalmoral de la Mata, Plasencia e Trujillo, situa-se o Parque Nacional de Monfragüe, espaço natural em que se podem realizar excursões a pé, roteiros de bicicleta ou a cavalo. Além disso, a pouco mais de 20 quilômetros de Guadalupe encontramos o Geoparque Villuercas-Ibores-Jara, um maciço montanhoso de mais de 2.500 quilômetros quadrados reconhecido pela UNESCO pelo seu patrimônio geológico singular.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.

Não deixe escapar

O que visitar


Selecione na lista ou navegue pelo mapa para descobrir os pontos de interesse.