Travel Safe

Conselhos para viajar com segurança Últimas notícias
Astroturismo em Trevejo. Sierra de Gata

Observar as estrelas na Espanha

none

Provavelmente nas suas férias você gosta de sair à noite para jantar e dar um passeio para ver o lugar iluminado... Mas você já tentou apagar a luz e reparar no céu? Você viu alguma vez os anéis de Saturno através de um telescópio?Mais de 80% da população mundial não consegue apreciar as estrelas em todo seu esplendor devido à poluição luminosa. No entanto, na Espanha temos a sorte de poder fazer isso, já que aqui ficam alguns dos melhores lugares do mundo para fazer astroturismo A quantidade de sensações que uma experiência como esta desperta é impressionante. Você vai “espiar” planetas, estrelas duplas, galáxias...parece que dá para tocar a Via Láctea com as mãos!

POR QUE A ESPANHA

Seus céus são nítidos, com pouca poluição luminosa, conservando sua escuridão natural.O número de horas anuais de observação útil é muito elevado.O bom clima favorece que haja muitas noites límpidas.Muitas das áreas para observar as estrelas são espaços naturais protegidos impressionantes, como os Parques Nacionais.Além de contar com magníficas instalações, na Espanha existem casas de campo e pequenos hotéis especializados na observação de estrelas. Estes costumam ter planisférios, materiais de divulgação e telescópios. Imagine a imagem da Via Láctea vista, por exemplo, do pátio de um castelo.

Astroturismo sobre a Almenara da Sierra de Gata

Existem empresas especializadas e associações que organizam eventos para momentos importantes como os eclipses e as chuvas de meteoros. Você pode combinar a observação de estrelas com outras atividades como passeios a cavalo ou de bicicleta, trekking, observação da fauna selvagem e repouso no meio rural.

DESTINOS GARANTIDOS PARA OBSERVAR ESTRELAS: CERTIFICADOS STARLIGHT

Existem várias modalidades de certificados Starlight (Reservas Starlight, Destinos Turísticos Starlight, Parques Estelares, Hotéis Starlight...) que são concedidos a lugares que incorporam a observação do firmamento como parte de seu patrimônio natural, garantindo a qualidade da experiência turística.Para obter maiores informações, visite o site da Fundação Starlight, criada pelo Instituto de Astrofísica das Canárias (IAC).

Céu noturno estrelado em Tenerife

ÁREAS

Região da Sierra Sur. Esta é a Sierra Sur de Jaén (na Andaluzia, sul da Espanha). É uma paisagem de montanhas e canyons com um ar limpo e transparente. Diferentes associações astronômicas e o Observatório Andaluz de Astronomia costumam organizar observações guiadas. Existem inclusive empresas que oferecem os serviços de um guia astronômico privado que se desloca a casas de campo com telescópios profissionais. Sierra Morena andaluza. Também na Andaluzia. Conta com uma excelente rede de mirantes e acomodações estelares. Também oferecem pacotes turísticos que incluem guias especializados, material de observação, atividades diurnas, hospedagem, deslocamentos de 4x4...

Observatório de Montsec

O Montsec. É um Destino Turístico Starlight situado no pré-pirineu de Lleida (na Catalunha). Nesta zona há um grande parque astronômico, formado pelo Centro de Observação do Universo (COU) e um Observatório Astronômico. Você sabia que lá fica o conhecido como “Olho do Montsec”, cuja cúpula de 12 metros de diâmetro se abre para deixar você “cara a cara” com o céu do Montsec?

Tenerife. Nesta ilha canária, tanto o Parque Nacional do Teide como os cumes de Tenerife e o município de Granadilla de Abona contam com certificados Starlight. Se já é emocionante a observação de estrelas, contemplá-las sobre um vulcão (as ilhas canárias são de origem vulcânica) a mais de 2.000 metros de altura é inigualável. O que pode ser melhor para ver a lua que estar em um terreno que parece lunar?A situação das Ilhas Canárias permite a observação de todo o Hemisfério Norte Celeste e de uma parte do Sul. Faça algum roteiro guiado para ver por dentro algum dos telescópios mais modernos do mundo ou para fazer fotografia noturna.

Observatório de La Palma

La Palma. A conhecida como “ilha bonita” é a mais abrupta das ilhas Canárias e a que tem os céus mais limpos. Trata-se de um dos melhores lugares do planeta para observar as estrelas, e todos os seus municípios contam com mirantes astronômicos. Seu famoso Observatório do Roque de Los Muchachos, a mais de 2.400 metros de altitude, é um dos complexos de telescópios mais completos do mundo (para visitá-lo é necessário ter hora marcada). Em La Palma você achará vários hotéis e casas rurais com instrumentos para a observação, descobrirá relógios solares e até poderá ir a restaurantes que incluem em seus pratos “galáxias” e “constelações”.Gran Canaria. A ilha protege seus céus contra a poluição luminosa e conta com vários mirantes. O certificado Starlight fará com que muitos destes se equipem com telescópios e seja criada uma rede de mirantes estelares.

Gredos Norte. Este território fica no sul da província de Ávila (Castilla y León, no interior da Espanha). Conta com uma rede de mirantes estelares equipados com painéis informativos, zona de estacionamento, etc. Todos os anos realizam as Jornadas de Astronomia e Astrofotografia. Desde o final de 2017, o município de Muriel Viejo, na província de Soria (também em Castilla y León) foi reconhecido com o certificado Starlight.Reserva da Biosfera Vales de Leza, Jubera, Cidacos e Alhama. Este é um bonito espaço natural de La Rioja (na região norte do interior da Espanha). Durante os últimos anos, organizaram várias atividades como palestras sobre os sons da natureza, circuitos para avistar aves noturnas, explicações sobre o vínculo entre a cultura celtibera e as estrelas, banhos em águas termais sob o céu estrelado, aprender sobre as constelações... La Rioja conta ainda com dois parques estelares: o da Laguna de Cameros e o de Cervera do rio Alhama.

Pôr do sol na Serra de Gredos

Parque Nacional das Ilhas Atlânticas e o maciço de Trevinca, na Galícia. O primeiro oferece a oportunidade de observar um céu escuro perfeito para ver as estrelas em um espaço natural protegido de extraordinária beleza e conhecido por muitos como “as ilhas dos deuses”. Fica em Pontevedra, e é recomendável consultar seu site para reservar visitas noturnas e workshops para aprender sobre astronomia.  Enquanto isso, o maciço de Trevinca está situado no município de A Veiga (Ourense) e é o ponto mais alto da Galícia.

Parque Nacional de Monfragüe, em Cáceres (Extremadura). Trata-se de um lugar único na Espanha para a observação de aves. Quando cai a noite, algumas zonas de contemplação celeste são o Observatório Astronômico de Torrejón el Rubio e o mirante do Castelo de Monfragüe. Serras de Gúdar-Javalambre, em Teruel (Aragón). Nesta zona fica o Observatório Astrofísico de Javalambre e, junto a ele, o projeto GALÁCTICA, um Centro de Difusão e Prática da Astronomia. Na época de verão são organizados workshops de fotografia noturna, astronomia, entardeceres interpretados... Vale do Roncal, em Navarra. Fica no meio dos Pirineus e conta com céus limpos para a observação de estrelas. Você pode comprová-lo passando a noite em qualquer dos povoados do vale, como Roncal, Burgui, Vidángoz, Garde, Urzainqui, Isaba ou Uztárrol.

Astroturismo no Parque Nacional de Monfragüe

Serranía de Cuenca, em Castilla - La Mancha. O Parque Astronômico fica no Parque Natural da Serranía de Cuenca, e fazem parte dele os municípios de Tragacete, Las Majadas, Cuenca, Uña, Huélamo, Vega del Codorno, Sotorribas, Villalba de la Sierra, Poyatos, Arcos de la Sierra, Portilla, Fuertescusa, Fresneda de la Sierra, Castillejo de la Sierra, Mariana, Beamud e Valdemeca. Além disso, a ilha de Menorca, a Região das Cuencas Mineras (Teruel), o Parque Nacional de Aigüestortes i Estany de Sant Maurici, a zona do Alto Turia (Comunidade Valenciana) e o Vale de Alcudia e Sierra Madrona também são Destinos Turísticos Starlight.

Parque Nacional de Aigüestortes e Lago de San Mauricio

Em outras partes da Espanha existem parques estelares como El Jabalón (Ciudad Real), o Centro Astronômico de Tiedra (em Valladolid), o Tenerife Sky at Night (na ilha de Tenerife), o Jardim Botânico de Santa Catalina (em Álava), o CIC Gorafe (em Granada) e o Caminho Barranco de Badajoz (Güímar-Tenerife).Você também vai achar outros espaços originais para a observação de estrelas, como San Pedro Cultural (em Becerril de Campos, Palência), o primeiro Monumento Astronômico. Trata-se de uma antiga igreja românica do século XII que foi convertida em um centro astronômico, já que conta com um pêndulo de Foucault ou uma reprodução do firmamento.Mais atividades originais? O evento esportivo Reventon Trail El Paso (La Palma) ou o Caminho Natural Via Verde do Trem Basco Navarro (Álava). Procure no site oficial da Fundação Starlight outras propostas de excursões, restaurantes ou granjas. 

Conselhos e recomendações

CONSELHOS

  • Procure realizar sempre estas atividades com empresas ou associações especializadas.

  • Se você vai por conta própria, é aconselhável ir a mirantes habilitados para esta função (nos links de informações das zonas anteriores você encontrará suas localizações). Em muitos deles você poderá deixar seu veículo.
  • Se você tiver seu telescópio e meios próprios, não apenas encontrará um céu excelente, mas também tomadas de luz para conectar seus equipamentos.

  • Um dos momentos mais populares do ano para observar estrelas é durante as conhecidas na Espanha como “Lágrimas de San Lorenzo”. São as Perseidas, uma chuva de meteoros que costuma acontecer entre os dias 11 e 13 de agosto.

  • Nem todas as noites são adequadas para observar o firmamento devido a fatores como a luz lunar e o vento. As noites mais favoráveis são aquelas um pouco antes e um pouco depois da lua nova.

  • Lembre-se que você deve se afastar das cidades para evitar a poluição luminosa, e que durante a noite a temperatura sempre baixa. Procure levar várias camadas de roupa.
  • Já que a informação oferecida pode mudar, é aconselhável verificá-la sempre antes de iniciar sua viagem.